Ovelhas, Lobos e Cães Pastores.

Trazemos este belo texto de Dave Grossman, Ten Cel Ranger do Exército Americano e PhD, que retrata bem o papel da Polícia nos países e a visão que as pessoas têm dela.




OVELHAS, LOBOS E CÃES PASTORES
Autor: Dave Grossman, Ten Cel Ranger, PhD. "On Killing"

Um veterano do Vietnã, um velho coronel da reserva, certa vez me disse: "A maioria das pessoas em nossa sociedade são ovelhas. Elas são criaturas produtivas, gentis, amáveis que só se machucam umas às outras por acidente.
E então há os lobos, que se alimentam das ovelhas sem perdão. Você acredita que há lobos lá fora que irão se alimentar do rebanho sem perdão? É bom que você acredite. Há homens perversos nesse mundo que são capazes de coisas perversas. No instante em que você esquece disso, ou finge que isso não é verdade, você se torna uma ovelha. Não há segurança na negação.




E então há os cães pastores "que vivem para proteger o rebanho e confrontar o lobo".




Se você não tem capacidade para a violência, então você é um saudável e produtivo cidadão, uma ovelha. Se você tem capacidade para a violência e não tem empatia por seus concidadãos, então você é um sociopata agressivo, um lobo. Mas e se você tem capacidade para a violência e um amor profundo por seus semelhantes? O que você tem então? Um cão pastor, um guerreiro, alguém que anda no caminho do herói. Alguém que pode entrar no coração da escuridão, dentro da fobia humana universal e sair de novo.
As ovelhas geralmente não gostam dos cães pastores. eles parecem muito com os lobos. Eles têm dentes afiados e a capacidade para a violência. A diferença, no entanto, é que o cão pastor não deve, não pode e não irá nunca machucar as ovelhas. Qualquer cão pastor que intencionalmente machuque a ovelhinha será punido e removido. Ainda assim, o cão pastor incomoda a ovelha. Ele é uma lembrança constante que há lobos lá fora.




Até que o lobo aparece! Aí o rebanho inteiro tenta desesperadamente esconder-se atrás de um único cão.
Entenda que não há nada moralmente superior em ser um cão pastor; é apenas aquilo que você escolhe ser. Entenda ainda que um cão pastor é uma criatura esquisita: ele está sempre farejando o perímetro, latindo para coisas que fazem barulho durante a noite e esperando ansiosamente por uma batalha.
É aqui que ovelhas e cães pensam diferente: a ovelha faz de conta que o lobo nunca virá, mas o cão vive por aquele dia.
Não há nada de moralmente superior sobre o cão, o guerreiro, mas ele leva vantagem em uma coisa; apenas uma. E essa vantagem é a de que ele é capaz de sobreviver em um ambiente ou situação que destrói 98% da população.
Houve uma pesquisa alguns anos atrás com indivíduos condenados por crimes violentos. Esses presos estavam encarcerados por sérios e predatórios atos de violência: assaltos, assassinatos e assassinatos de policiais. A grande maioria disse que escolhia suas vítimas pela linguagem corporal: andar desleixado, comportamento passivo e falta de atenção ao ambiente.
Eles escolhiam suas vítimas como os grandes felinos fazem na África, quando eles selecionam aquele que parece menos capaz de se defender.
Algumas pessoas parecem destinadas a serem ovelhas e outras parecem ser geneticamente escolhidas para serem lobos ou cães. Mas eu acredito que a maior parte das pessoas pode escolher qual deles quer ser. Se você quer ser uma ovelha, então pode ser uma ovelha e está tudo bem, mas você deve entender o preço a pagar. Quando o lobo vier, você e as pessoas que você ama morrerão se não houver um policial por perto para protegê-lo.
Se você quer ser um lobo, tudo bem, mas os pastores o caçarão e você não terá nunca descanço, segurança, confiança ou amor.
Mas se você quiser ser um cão pastor e andar no caminho do guerreiro, então você deve tomar uma decisão consciente diária de dedicar-se, equipar-se e preparar-se para aquele momento tóxico, corrosivo, quando o lobo vem bater em sua porta".

Comentários

  1. Penso ser bastante interessanção tal reflexão a respeito de: OVELHAS, LOBOS E CÃES PASTORES - Autor: Dave Grossman, Ten Cel Ranger, PhD. "On Killing" com essa nova releitura com o foco principal que havia em outra postagem com outro link não disponível mais, mas que publiquei em um de meus blogs (em Português) com os devidos créditos de autoria em Inglês. (desde já fico agradecido por dispolizar algo que nos faça pensar)...

    ResponderExcluir

Postar um comentário